Dynamic Variation:
Book
Choose Language
Search & Book
Search
or search all of Norway
Pinnekjøtt Pinnekjøtt
Credits
Pinnekjøtt.
Photo: matprat.no
Campaign
Partner
Media
Meetings
Travel Trade
Ad

Ingredientes tradicionais, métodos modernos

Grãos, vegetais, carnes curadas e de carneiro, amoras selvagens e, claro, o pescado, são símbolos da culinária norueguesa. Isso para não mencionar os ensopados de final de semana ou waffles com queijo marrom.

Um pequeno país com uma das maiores linhas costeiras do mundo, a Noruega é conhecida por seus fiordes profundos, com águas puras e gélidas. Não surpreende o fato de que pescar e preparar peixes de primeira qualidade sempre foi grande parte da cultura norueguesa. Historicamente, o bacalhau foi o maior produto de exportação – atualmente o destaque fica por conta do salmão fresco e do bacalhau do ártico.

Nas florestas e montanhas da Noruega abundam as amoras selvagens e frutas para a preparação de geléias, sucos e a famosa sobremesa, multekrem – amoras árticas e creme de chantilly. Atualmente, ocorre um ressurgimento de comidas locais, como o queijo, carnes, grãos e legumes, tradicionalmente preparados em pequenas propriedades rurais locais.

A tempoarada anual de caça contribui trazendo carnes de alce, veado e rena para as mesas de jantar, muito embora a carne de carneiro seja a mais popular no cardápio.

Carne curada, sobretudo o fenalår – pernil seco e salgado de carneiro – é uma iguaria e, durante o outono, os noruegueses comem fårikål, carneiro cozido com repolho e pimentões.

Almôndegas são pratos populares durante a semana, mas, aos fins de semana e férias, alguns ensopados como rømmegrøt (como base num molho amargo, creme de leite e manteiga) e mingau de arroz.

Conhecido pelo sabor doce, caramelizado e marcante do brunost – queijo coalhado marrom – é um dos grandes triunfos da culinária norueguesa, que acompanha pães de alta qualidade - ou os waffles noruegueses, populares no aconchego dos chalés e cabanas nas trilhas de esqui cross-country e nasmontanhas, onde fazem parte da atmosfera local.

Comidas festivas: O que os noruegueses comem no Natal

Os noruegueses são fiéis às tradições natalinas. Entretanto, existem uma variedade de produtos locais que competem por destaque nos cardápios festivos. Conheça alguns exemplos dos pratos mais comuns durante o Yuletide:

Ribbe: Toucinho de porco assado, normalmente servido com sauerkraut e batatas cozidas, salsichas de Natal, almôndegas e molho de carne. Comida em pelo menos seis de cada 10 casas, principalmente em Trøndelag e Leste da Noruega.

Pinnekjøtt: Costelas de carneiro salgadas e, às vezes, defumadas. Tradicionalmente, as costeletas eram cozidas sobre galhos de vidoeiro - o que originou o nome ("Pinnekjøtt" que se traduz como "carne de galho"). Esta é a segunda escolha mais popular entre os noruegueses na Noite de Natal, sobretudo no litoral da região Oeste.

Lutefisk: Bacalhau seco imerso em água e lixívia (um método de conserva dos velhos tempos), que então é cozida no forno. Acompanhamentos típicos incluem batatas, bacon, ervilhas e mustarda.

Multekrem: Sobremesa feita de amoras árticas e creme de chantilly.

Småkaker: A tradição dita que sete tipos diferentes de biscoitos devem ser servidos na mesa de Natal e que todos devem ser assados em casa. O pepperkake (boneco de bolo de gengibre) é o mais popular deles.

Aquavit: A bebida nacional da Noruega. É um destilado à base de batata aromatizado com ervas e especiarias como as sementes de cominho, anis, endro, erva-doce e coentro. O acompanhamento preferido para as comidas de Natal.

Gløgg: Os noruegueses apreciam o vinho com canela, preparado com uma mistura que inclui amêndoas secas e uva-passa para incrementar o sabor.

Experimente você mesmo...

Não é preciso esperar até a sua chegada para descobrir o que fazer.

×

Leia mais

Your Recently Viewed Pages
Ad
Ad
Ad