Dynamic Variation:
Book
Choose Language
Search & Book
Norway Now
invalid widget [plugins_social_instagram_liked_media] []
Search
or search all of Norway
Lofoten Lofoten
Credits
Lofoten.
Photo: Kjell Ove Storvik/Lofotr Vikingmuseum
Campaign
Partner

Os Vikings eram guerreiros destemidos e mestres da poesia

Ao pensar nos Vikings, as primeiras referências que aparecem em mente não incluirão poesia, esculturas na madeira e contadores de histórias. Prevalecem as imagens de capacetes com chifres, guerreiros furiosos, os navios-dragão, o universo mítico de Valhalla, o deus caolho Odin e homens morrendo com suas espadas na mão ou a bebendo algo de crânios.

Sim, de fato os vikings eram piratas, conhecidos por incursões atterrorizantes ao longo das costas da Europa, em que saqueavam e matavam. Contudo, sua reputação não é inteiramente justa: A crueldade não era o único traço dos guerreiros que também tiveram comprovada a sua habilidade como comerciantes, administradores e artesãos em metal e madeira, produzindo belas jóias e artefatos que foram preservados até os dias atuais.

Os vikings também contribuíram como alguns dos melhores contadores de história da Europa e as sagas nórdicas continuam a fascinar o público hoje em dia. E, por falar nisso, eles jamais usaram capacetes com chifres: Nenhum viking brioso aceitaria um visual parecido com o de uma vaca.

The Vikings were not only raiders and warriors, but also skilled navigators, craftsmen, traders and storytellers
Viking
Terje Rakke/Nordic life - Visitnorway.com
For a real Viking experience head to the Lofotr Viking Museum in Borg in Northern Norway
Lofoten
Kjell Ove Storvik/Lofotr Vikingmuseum
You can safely go berserk at the Viking festival at Borg in Norway's Lofoten Islands
Lofoten
Hae/Lofotr Vikingmuseum
Lofotr Viking Museum in Lofoten has the world's largest reconstructed Viking longhouse
Borg, Lofoten
Kjell Ove Storvik
Ad

Experimente a vida dos Vikings

Muito se sabe da vida dos Vikings a milhares de anos atrás e é também possível experimentar um pouco da vida Viking nos dias atuais. No Museu Viking de Lofotr foi construída uma casa longo de troncos de madeira no estilo típico da Era Viking. Hoje, o local é palco de festivais e eventos que revivem as tradições e vida dos Vikings. E em Oslo você poderá ver relíquias e artigos originais.

Enjoy a Viking feast at Lofotr Viking Museum in the Lofoten Islands in Northern Norway
Credits
Enjoy a Viking feast at Lofotr Viking Museum in the Lofoten Islands in Northern Norway.
Photo: CH - Visitnorway.com

Lofotr Viking Museum

Credits
Enjoy a Viking feast at Lofotr Viking Museum in the Lofoten Islands in Northern Norway.
Photo: CH - Visitnorway.com

Era importante demonstrar coragem nas batalhas

Como foi possível para uma população tão pequena e dispersa conquistar tantos territórios? Os vikings noruegueses eram corajosos, ousados e tinham uma visão fatalista que os impulsionou a tomar sérios riscos.

Os vários grupos de ataque dos vikings provaram incrível capacidade de encarar perdas, tanto nos cenários dos campos de batalha ou em viagens marítimas de extremo perigo.

Muitos homens pereceram em batalhas na Europa continental e, no ano 876, as perdas contabilizaram um total de 4.000 homens e 120 navios durante uma grande tempestade ocorrida no sul da costa inglesa. Relatos históricos também incluem muitas brigas entre bandos de vikings dinamarqueses e noruegueses, ocorridas sobretudo na Irlanda, onde os índices de morte eram extremamente elevados entre a população viking. Apesar dos obstáculos, seu apetite por conquista e exploração manteve-se elevado.

O fato de terem sido capazes de rir na cara da morte e do perigo, de alguma forma, explica a sua resistência na batalha e o pioneirismo em viagens marítimas a terras distantes. Uma das características distintivas da poesia nórdica antiga, lendas e sagas é o alto teor de humor negro e sombrio. Normalmente, quando alguém conta uma piada em uma saga viking, trata-se de um mau sinal. As histórias contêm mais piadas do que pode-se imaginar.

Histórias de uma vida: O estilo de vida Viking na Noruega

O ator britânico David Spinx retrata como era o estilo de vida Viking em Lofoten.

Top 4 experiências Viking na Noruega

O curador do Museu Viking de Lofotr, Marion Fjelde Larsen, recomenda quatro lugares na Noruega onde o espírito Viking encontra-se vivo.

Mestres velejadores e navegadores

Os vikings foram especialistas em transporte de água em razão dos fiordes, encontrados em suas terras nativas e espalhados por vastas áreas no interior da Noruega.  Os barcos-dragão ou dacar eram embarcações leves de madeira, estreitas e com um projeto de casco raso, desenvolvido para fins de velocidade e facilidade de navegação em águas rasas. Leves o suficiente para serem transportadas, as embarcações também contavam com o aspecto de suas duas pontas, que permitiam inverter a direção sem a necessidade de virar. Este diferencial foi uma grande vantagem em um mar repleto de icebergs escondidos entre outros fragmentos de gelo nas águas.

Os barcos-dragão tinham remos ao longo de quase todo o comprimento da embarcação, e versões posteriores permitiram combinar a força dos remos com o impulso gerado pelas velas. Em boas condições, um barco-dragão sob o impulso da vela poderia atingir uma velocidade de até 15 nós (28 km/h).

Esse potencial marítimo resultou em viagens de descoberta, o desenvolvimeto do comércio e as invasões oportunistas de cidades costeiras, vilarejos e povoados em toda a Europa. As viagens começaram na última parte do século VIII e suas rotas se estendiam desde a Groenlândia no Oeste até o Mar Cáspio, no Leste. De fato, poucos barcos puderem realizar essas viagens, muito embora o crescimento da frota tenha sido constante até que houvessem centenas de barcos-dragão velejando para a Inglaterra, Escócia, França e Irlanda.

The Viking Ship Museum, Gokstadskipet
Credits
The Viking Ship Museum, Gokstadskipet.
Photo: Johan Berge - Visitnorway.com

Credits
The Viking Ship Museum, Gokstadskipet.
Photo: Johan Berge - Visitnorway.com

As cidades e colônias vikings

Os vikings fundaram uma série de cidades e colônias, incluindo Dublin e a Normandia. Dublin foi mantida como um grande centro de ocupação por mais de três séculos. Entre os anos 879 e 920, os vikings colonizaram a Islândia, que por sua vez tornou-se o ponto de partida para a colonização da Groenlândia. Os Vikings chegaram a alcançar a América do Norte e resquícios de um povoado Viking em L'Anse aux Meadows, em Terra Nova, revelaram, em testes de carbono uma data que remonta o ano 1.000 d.C.

Nos anos 1100 os vikings foram enfraquecidos por questões de instabilidade interna. Ao mesmo tempo, outros países europeus encontravam o desenvolvimento e se tornavam alvos mais fortes e mais resistentes.

A Era Viking encontrou o seu fim com a queda de Harald Hardråde, derrotado e morto na Batalha de Stamford Bridge, após uma tentativa frustrada de conquistar a Inglaterra em 1066.

Retorne à Era Viking

Leia mais

Your Recently Viewed Pages
Ad
Ad
Ad