Dynamic Variation:
Book
Choose Language
Search & Book
Search
or search all of Norway
Barcode, Oslo Barcode, Oslo
Credits
Barcode, Oslo.
Photo: C H/Visit Norway
Campaign
Partner
Media
Meetings
Travel Trade

Entre contos de fadas históricos e o avantgarde

Oslo está crescendo rapidamente e ganha ares de uma excitante metrópole internacional enquanto no campo, projetos de prestígio parecem totalmente integrados ao cenário natural. Este é o momento mais efervescente na história da arquitetura norueguesa.

Pense na Noruega e você provavelmente encontrará como referências as montanhas, florestas e fiordes, longos dias de verão e ainda mais longos e severos períodos de inverno. E sim, as igrejas medievais de madeira, assim como as aldeias de montanha e cidades milenares são tesouros do passado histórico, da agricultura e da indústria da Noruega.

Atualmente, uma série de jóias arquitetônicas modernas e desenvolvimento urbano avançado estão contribuindo para que o país decole na direção e além do século XXI.

Oslo é a capital que cresce mais rapidamente na Europa. Projetos massivos de desenvolvimento urbano estão transformando a cidade numa metrópole moderna inovadora e sofisticada. Ao mesmo tempo a cidade é um dos berços da tradição viking – e como destaca o crítico de arquitetura, Martin Filler, é também um tesouro do modernismo. O arquiteto Sverre Fehn (1924-2009), conhecido por aplicar idéias modernistas às formas e materiais tradicionais nórdicos, tem tido uma enorme influência sobre as novas gerações de arquitetos, sobretudo em razão de seu trabalho como professor na Escola de Arquitetura de Oslo.

Muitos dos projetos refletem a grandiosidade, a força e os contrastes da Natureza - com a utilização inovadora de elementos como a madeira e outros materiais sustentáveis simples.

O mirante de Snøhetta em Tverrfjellet ou mesmo a Ópera de Oslo, com seu visual de geleira, remetem às paisagens nas quais foram inspiradas. O Hotel Paisagístico de Juvet e instalações vizinhas ao longo do fiorde Geiranger e a Rota Turística Nacional de Trollstigen se fundem de forma harmônica com as paisagens circundantes. A construção em madeira renasceu em grande estilo, com a imponente igreja comunitária em Knarvik, assim como com “A Árvore” em Bergen – com 51 metros, a casa de madeira mais alta do mundo.

A publicação especializada em arquitetura, Dwell, destacou essa tendência, ao realçar o contexto atual entre o resgate de tradições e uma nova onda arquitetônica: A Noruega aponta na direção dos fiordes.

The Opera house in Oslo
Oslo
Christopher Hagelund – Visitnorway.com
Dovre
Dovre
CH/Visitnorway.com
Borgund Stave Church
Borgund
Øyvind Heen - Visitnorway.com
Knarvik church
Knarvik
Hundven-Clements Photography
Ad

Oslo: Um trabalho espetacular em andamento

Enquanto preserva sua herança que remonta mais de mil anos, a capital norueguesa vem passando por mudanças significativas – com uma variedade de edifícios que impressionam além de inúmeros projetos de desenvolvimento urbano em curso.

Já no início do século XXI, grande parte das áreas à beira-mar de Oslo ainda encontravam-se quase inacessíveis ao público. Estas regiões eram quase na totalidade ocupadas por rodovias, portos e zonas industriais em terreno arenoso. Hoje, a cidade já começa a colher os frutos de um imenso projeto urbanístico, que visa transformar a cara da cidade.

Um bairro inteiramente novo emerge entre a nova Opera House e os prédios corporativos conhecidos como “Barcode”, ou código de barras e que conferem um novo perfil à cidade. Dois símbolos arquitetônicos – o novo Museu Munch e a Biblioteca Deichman Main – complementam o cenário urbano que cerca a Opera House, próximos a novos apartamentos, edifícios comerciais e uma longa passarela à beira-mar e uma praia urbana.

No outro lado da histórica fortaleza Akershus, a pequena península de Tjuvholmen atualmente reúne edifícios e hotéis de design moderno, assim como o prestigiado Museu de Arte Moderna Astrup Fearnley. O novo Museu Nacional encontra-se em construção na mesma área, no local que outrora abrigou uma antiga estação de trem.

Nos limites da cidade, a área conhecida como “Vulkan” floresceu nos arredores de diversos prédios industriais antigos às margens do rio Akerselva. O Centro Gastronômico Mathallen, inaugurado em 2012, é um dos muitos edifícios industriais restaurados às margens do rio, onde o visitante encontra uma cena cultural vibrante, boa comida e uma vida noturna animada.

Não é preciso dizer que em Oslo não faltam novidades. Por exemplo, a cidade tem várias jóias secretas e reveladas do funcionalismo do início do século XX, como por exemplo, a Villa Stenersen e Villa Dammann, o Restaurante Ekeberg  e Ingierstrand Bath.

Leia mais sobre Oslo.

Encante-se com o trabalho em mármore na Opera House de Oslo

Vamos para a igreja!

Uma das maiores referências da arquitetura típica da Noruega são as antigas igrejas de madeira Stavkirker, que levam o nome dos pilares de madeira (Norueguês: stav) que as sustentam.

Cerca de 30 destas igrejas encontram-se preservadas – como a magnífica Igreja de Borgund, do século XII, ou a ainda mais antiga Igreja de Urnes (erguida em 1132), que integra a lista de patrimônios da UNESCO.

 Leia mais sobre as igrejas de madeira.

Conheça o interior da igreja de madeira de Lom

Alguns aspectos destas construções encontram-se refletidos na arquitetura moderna nas igrejas – transformadas e reinventadas. Um novo símbolo é a aclamada Igreja Comunitária de Knarvik projetada por Reiulf Ramstad Arquitetos, com sede ao norte de Bergen – uma igreja de madeira que impressiona, enquanto também reflete uma idéia de paz.

Por outro lado, muitas igrejas de destaque rompem claramente com a tradição das igrejas de madeira. A “Catedral do Ártico” em Tromsø, que comemora 50 anos, é uma obra-prima que transmite a impressão do cenário de montanhas e relembra a Ópera de Sydney, enquanto a Igreja de Mortensrud em Oslo (2002) é uma obra da imaginação que reúne elementos como aço, vidro e rochas.

Na Noruega você também encontra a catedral medieval com localização mais setentrional do mundo. O país acolheu a religião cristã a milhares de anos atrás, graças aos reis Olaf Tryggvason e Olaf II Haraldsson, o último sendo canonizado como santo católico em Nidaros (atualmente Trondheim) após a sua morte na batalha de Stiklestad.

Os trabalhos de construção da catedral de Nidaros começaram em 1070 no seu local de sepultamento e só foi finalizada 200 anos mais tarde.

Naturalmente, naturalmente

O uso de madeira lisa e pedras são características comuns na maioria das casas, chalés e edifícios públicos por toda a Noruega, revelando formas simples e suaves, que integram com perfeição à paisagem de montanhas e geleiras.

Em muitos casos, os arquitetos deram ênfase à criação de espaços aquecidos e amplos, que capturam a luz solar, qué é preciosa num país onde o sol de inverno se põe logo após o meio dia – quando nasce. Estas construções não devem ser observadas individualmente, mas em relação às paisagens que as circundam e edificações vizinhas, sempre com um toque de simbolismo.

Exemplos de destaque incluem o Hotel Paisagístico Juve, próximo ao fiorde Geirangerfjord, o pavilhão do Mirante de Snøhetta na montanha Tverrfjellet, e o Centro Knut Hamsun em Hamarøy. O mesmo vale para um número de casas e chalés privados, como a Casa de Veraneio de Jensen & Skodvin’s Storfjord, a Cabana de Montanha "Split View", idealizado por Reiulf Ramstad Arquitetos ou a Cabana Ateliê Oslo, que é revestida com rocha de basalto, em Norderhov.

Mesmo na cidade, você encontra edifícios de caráter inovador, como por exemplo o super-premiado conceito de casa sustentável utilizando madeira e vidro, observado no prédio de apartamentos D36 Green House em Oslo. O edifício encontra-se na esquina de um pequeno parque onde encontra-se em plena harmonia.

Por último, os projetos desenvolvidos com as Rotas Turísticas Nacionais não podem ser ignoradas neste contexto. Ao longo de algumas das mais belas e espetaculares estradas da Noruega, diversas construções de destaque e conceitos paisagísticos notáveis, o que incrementa a experiência e interação com a Natureza ao redor, com áreas de descanso que são obras de arte por si só.

Um olhar sobre a Rota Turística Nacional de Hardangervidda

Leia mais

Your Recently Viewed Pages
Ad
Ad
Ad