Dynamic Variation:
Book
Choose Language
Search & Book
Search
or search all of Norway
Skurdalen_Geilo Skurdalen_Geilo
Credits
Skurdalen_Geilo.
Photo: Emile Holba / emileholba.co.uk
Campaign
Partner
Media
Meetings
Travel Trade
Ad

Boas coisas acontecem para quem busca o caminho das águas.

Se você procura paz e tranquilidade, não há melhor caminho do que explorar a infinidade de lagos e córregos da Noruega trazendo sua vara de pescar. Em muitos casos, você encontrará amplos espaços exclusivamente para o seu desfrute.

Bons locais de pesca em água doce podem ser encontrados em toda a Noruega, com cenários e níveis de dificuldade variados e, melhor, sem grandes custos. A Pesca do salmão constitui, por si só, um capítulo de destaque (veja abaixo). Trutas marrons são encontradas em muitas e vastas áreas. Outras espécies, incluem o tímalo, variedades de corégonos e a truta do ártico.

A ecologia das águas frias da Noruega também são perfeitas para o lúcio, que garante as emoções da pesca esportiva com iscas ou a pesca especializada com mosca.

As melhores épocas para a pesca variam de região para região e dependem de fatores como a latitude e longitude. Em geral, a estação de pesca para a maior parte das espécies começa em maio.

Setembro e até mesmo outubro, antes do congelamento dos lagos, podem oferecer condições espetaculares, sobretudo para a pesca de tímalos.

Aqui você irá fisgar

Algumas das áreas mais conhecidas para a pesca em água doce incluem o Vale de Hemsedal, onde o Rio Hemsila e seus afluentes são considerados os melhores cursos de água para a pesca da truta. Outro lugar de destaque são os cursos de águas em terrenos de maior altitude em Glomma, onde Hans van Klinken criou Klinkhammer, uma isca artificial conhecida por todos os adeptos da pesca com mosca.

A apenas 90 quilômetros a norte de Oslo você encontra o paraíso da pesca na região de Gjøvik. Grandes e pequenos lagos, bem como rios e cursos de água oferecem amplas oportunidades para fisgar uma infinidade de espécies de peixes.

Trøndelag, na região Central da Noruega, é uma área repleta de lago, rios e córregos, com nada menos que sete parques nacionais e possibilidades extraordinárias para a pesca da truta ártica, tímalos e lúcios, que encontram nos terrenos acidentados e vales de florestas o seu habitat predileto.

O Norte da Noruega é mais conhecido pela abundância do bacalhau. Por outro lado, a região Norte também se destaca pelas grandes possibilidades para a pesca em água doce. Trutas marrons e árticas, lúcios e percas, além do fenômeno do sol da meia noite e paisagens selvagens, conferem à região Norte da Noruega o status de lugar especial entre muitos pescadores.

As florestas de fácil acesso ao redor de Oslo tornam a capital norueguesa um lugar único. Você pode embarcar num bonde no centro da cidade, alcançando a área da floresta Oslomarka em cerca de 20 minutos. Existem cerca de 500 lagos (grandes e pequenos) nas florestas que circundam Oslo. As condições para a pesca são boas em muitos desses lagos e existem chalés e cabanas onde é possível passar a noite.

Enquantos estes destinos são bons lugares para começar, existem vários outros pontos por toda a Noruega, em especial em áreas remotas, ainda não descobertas por pescadores visitantes e até mesmo locais.

Explore os rios e a pesca do salmão com o ator britânico David Spinx

A pesca do salmão na Noruega

Desde que aristocratas britânicos descobriram as maravilhas da pesca nos rios da Noruega, em meados do século XIX, milhares de pescadores estrangeiros chegam ao país com o fim de pescar salmões todos os anos.

A atividade também é muito popular entre noruegueses e dezenas de milhares de noruegueses abraçam a atividade da pesca anualmente. Os muitos rios de salmão da Noruega abrigam a maior rede de locais de desova do salmão do atlântico em todo o mundo.

O salmão selvagem é tradicionalmente visto como um alimento fundamental na dieta norueguesa. Além disso, nos dias atuais, destaca-se pelo seu papel como o grande prêmio nas atividades de pesca recreativa. Como consequência do declínio de sua abundância nas últimas décadas, foram determinados limites rigorosos para a pesca diária e sazonal. A soltura dos peixes fisgados também é uma prática se que popularizou entre muitos pescadores.

A temporada de pesca do salmão é curta porém muito emocionante e ocorre do início de junho até setembro. O salmão do atlântico segue um trajeto migratório entre a água doce e a água do mar. O peixe passa por seus primeiros anos na água doce, antes de deslocar-se para a água do mar, onde passa entre 1-3 invernos antes de retornar para a desova. A pesca acontece durante a migração de desova.

Conhecimento local é fundamental nas atividades de pesca do salmão e recomenda-se a companhia de um bom guia. Existem oportunidades que atendem a todos os estilos: do mais purista, que prefere lançar pequenas iscas com uma linha flutuante até técnicas mais ousadas como o uso de iscas grandes como a Rapala minnow.

Com licença para pescar

Licenças para a pesca em água doce em rios, lagos e córregos são emitidas por proprietários de terras locais e organizações de pesca. As permissões são limitadas para áreas e períodos de tempo específicos e, em geral, são baratas. Elas podem ser adquiridas online (www.inatur.no ou www.fefo.no para Finnmark/Lapônia), em lojas esportivas locais, lojas de conveniência e muitas áreas de camping. Guias de pesca tambem podem auxiliar na emissão de licenças de pesca.

Além disso, qualquer pessoa com mais de 16 anos que deseje pescar salmões, trutas marinhas ou árticas devem pagar uma taxa de pesca. O pagamento pode ser efetuado pela internet no site miljodirektoratet.no oo nas agências de correios em toda a Noruega. A taxa de pesca é uma taxa anual e tem validade de 1º de janeiro até o dia 31 de dezembro. Crianças com menos de 16 anos podem pescar sem licença nos rios e lagos da Noruega até o dia 20 de agosto.

Pescadores devem estar cientes das restrições locais que impõem uma quota sobre o número de peixes permitidos para o abate por cada pessoa e é procedimento comum a necessidade de reportar a pescaria. Tais restrições são importantes para garantir a preservação sustentável dos estoques. “Captura e soltura” também vem se popularizando como prática. Importante saber que há uma proibição rigorosa no que se refere à pesca de enguias na Noruega, o que aplica-se tanto a pescadores esportistas quanto comerciantes locais.

Segurança na água

Dicas de segurança

Mantenha essas regras de ouro em mente sempre que estiver próximo às águas:

  1. Seja responsável e lembre-se de que planejamento reduz riscos e garante diversão com tranquilidade.
  2. Traga o equipamento necessário. O equipamento deve estar em boas condições e com fácil acesso.
  3. Respeite o mar e o tempo. Saia de barco apenas quando estiver certo de que é seguro fazê-lo.
  4. Siga as regras do mar e certifique-se de as conhece bem.
  5. Vista coletes salva-vidas e outros dispositivos de flutuação.
  6. Certifique-se de que você esteja descansado e sóbrio. Nunca conduza uma embarcação sob a influência de álcool ou drogas.
  7. Seja prudente e lembre-se de que a segurança, o respeito ao meio ambiente, e o bem-estar de todos são uma responsabilidade de todos.

Culinária local à maneira norueguesa

A popularização do consumo de alimentos orgânicos tem sido um tema de importância no cenário político da Noruega. Nos últimos anos, o consumo de alimentos sustentáveis explodiu.

Além disso, a palavra "kortreist" (literalmente "pouco-viajados") encontrou seu lugar entre os dicionários de culinária norueguesa. A palavra descreve que a produção e o consumo de comidas locais não depende de transportes com altos níveis de emissão de carbono. Muitos dos produtores locais combinam tradições culinárias históricas com técnicas científicas modernas para o desenvolvimento de alimentos com critérios de segurança ambiental.

Os produtos podem ser adquiridos localmente, ou por meio de grandes cadeias de supermercados que enfatizam a qualidade dos alimentos comercializados por produtores locais.

Muitos noruegueses também orgulham-se em cozinhar refeições com os próprios alhimentos que colhem. Durante o verão e outono, abundam nas florestas as amoras selvagens e saborosos cogumelos e sua colheita é realizada como uma atividade recreativa.

Ofertas de pesca

Não é preciso esperar até a sua chegada para descobrir o que fazer.

×

Leia mais

Your Recently Viewed Pages
Ad
Ad
Ad