Dynamic Variation:
Offers
Choose Language
Search & Book Sponsored Links
Search
or search all of Norway

Os 11 melhores lugares para quem não gosta de multidões

As dicas de trilhas sustentáveis do atleta
O personal trainer Lasse Tufte está sempre procurando áreas tranquilas, com muito ar fresco, vistas fantásticas, atividades agradáveis e poucos visitantes.
Lasse Tufte stuper ut i Hjørundfjorden
Lasse Tufte, Hjørundfjorden.
Photo: Kyle Meyr
Ad

O personal trainer Lasse Tufte adora atividades ao ar livre. No entanto, para ele, o ideal é fazê-las sem as hordas de visitantes que costumam se reunir nas atrações turísticas mais conhecidas. Ele trabalha com a calistenia, um tipo de treinamento que não usa equipamentos, e sim o peso corporal como resistência.

Lasse é fundador do parque de treinamento Tufteparkene, que inclui mais de cem áreas de treinamento gratuitas ao ar livre, equipadas com aparelhos simples. Os quatro livros que escreveu – os dois volumes deCalisthenics (“Calistenia”, em tradução livre) e os dois de Tren sammen (“Treinando juntos”, em tradução livre) – são best-sellers na Noruega.

Seu maior objetivo, em suas muitas viagens pelo país, é inspirar as pessoas a passarem mais tempo ao ar livre. Nas dicas de locais poucos visitados, onde podemos ficar praticamente sozinhos, você verá os lugares em que ele mais se sente em casa. Alguns são trilhas alternativas, a apenas alguns minutos das mais visitadas, onde você pode viver novas experiências e tirar fotos de uma perspectiva diferente.

1. Sæbø, Møre og Romsdal

Onde? Um lugar tranquilo ao lado do Hjørundfjord, com menos ônibus de turistas que o resto da região dos fiordes.

Por quê? “É um dos fiordes mais lindos da Noruega, mas um dos menos visitados. Montanhas alpinas e cidades charmosas cercam todo o local. Qualquer foto tirada aqui vai parecer uma obra de arte. O Hjørundfjord também é ótimo para fazer diversas atividades, como o stand up paddle, que você pode ver no clipe abaixo”.

 

Håndstående i Hjørundfjorden 🏔 📹 Video: @msarmadawy

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

2. Parque Nacional de Rondane

Onde? Para quem sai de Oslo, é muito fácil chegar a este parque nacional.

Por quê? “Uma viagem de 4,5 horas de Oslo leva você ao epicentro do Rondane, um parque cercado por picos de dois mil metros de altitude. A área é tão grande que parece que estamos sozinhos nela. É fácil reconhecer o parque, que é basicamente formado por pilhas de pedras. Participe da maratona do Rondane e percorra dois quilômetros, passando por dez picos de montanha a mais de dois mil metros de altitude. Corredores de longa distância experientes costumam terminar a prova em menos de 24 horas”.

 

Rondane; Stor haug med Stein 🏔 📷 Foto: @thekusk

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

3. Pico de Laushornet

Onde? Caso você esteja na região do Geirangerfjord, aproveite.

Por quê? “O Geirangerfjord é o fiorde mais famoso da Noruega e é visitado por milhares de turistas todos os anos. No entanto, poucas pessoas conhecem as trilhas da região, que são mais acessíveis do que você imagina. Também há várias trilhas curtas, que são apropriadas para a maioria das pessoas. Com algumas horas de caminhada, você pode chegar ao alto do Laushornet e, como recompensa, obter uma rara vista panorâmica do Geirangerfjord”.

4. Monte Romsdalshorn

Onde? Vá para o lado oposto ao paredão de Trollveggen para obter a melhor vista.

Por quê? “Quando passamos de carro pelo vale de Romsdalen , duas coisas chamam a atenção: o impressionante Trollveggen, um paredão vertical de mil metros de altura, e o Romsdalshorn, um pico conhecido como o lugar mais apropriado para começar a carreira na escalada, com a ajuda de especialistas locais. Não importa se você vai conseguir chegar ao meio do caminho ou ao topo – você será recompensado com a melhor vista possível do Trollveggen, além de uma vista de 360° sobre o vale de Romsdalen”.

Trollveggen fra Romsdalshornet 🏔 📷 Foto: @thekusk

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

5. Vilarejo de Urke

Onde? Um lindo lugar ao lado do Norangsfjord, na região de Ålesund e Sunnmøre.

Por quê? “As muitas balsas que atravessam a região dos fiordes noruegueses fazem com que seja fácil viajar entre as pequenas cidades. Mesmo que perca o horário e tenha que esperar a balsa seguinte, você sempre terá uma vista espetacular das montanhas que cercam a região e a possibilidade de ir dar um mergulho. Experimente pular do trapiche em que a barca atraca, como eu fiz aqui!”

 

Perfekt dag ved Hjørundfjorden 👌🏻 📷 Foto: @kylemeyr

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

6. Florestas de Nordmarka e Østmarka

Onde? Nos arredores da capital, Oslo.

Por quê? “Mesmo na agitada capital, podemos nos dar ao luxo de explorar florestas e vários lagos com apenas uma viagem curta através do transporte público. Nas enormes florestas de Nordmarka e Østmarka, há uma rede de trilhas bem mantidas, onde você pode andar de bicicleta, caminhar ou correr. E por que não experimentar o stand up paddle em um dos pequenos lagos, com quase ninguém à vista?”

Endelig SUP sesong igjen ☀️ 📷 Foto: @fotobakken

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

7. Mirante de Rimstigen

Onde? Uma trilha escondida ao lado do segundo fiorde mais visitado do país, o Nærøyfjord.

Por quê? “Com uma vista espetacular para o famoso Nærøyfjord e muito próxima do Gudvangen in Aurland, famoso por ser um bom local para saltos de base-jumping, a trilha do Rimstigen é bem menos conhecida. Peça para os moradores da região indicarem o caminho para este mirante no fim de uma pequena estrada. Uma trilha íngreme e sinuosa leva você ao alto da montanha, onde você vai descobrir um lindo vale escondido”.

8. Platô de Gygrestolen

Onde? Uma paisagem rochosa pouco comum em Telemark.

Por quê? “Telemark tem algumas formações rochosas impressionantes, associadas com contos de fadas divertidos, que dizem que elas foram criadas por trolls. O acesso a elas é fácil: normalmente é possível caminhar até Gygrestolen em algumas horas, dependendo da sua localização inicial. A região é pouco conhecida e não costuma ser visitada por turistas. Já os moradores da região sempre estão dispostos a dar conselhos e podem até guiar você. Alguns apaixonados também chegam a escalar estas formações”.

 

Avstanden er hoppbar...

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

9. Monte Kattanakken

Onde? Uma trilha menos conhecida pela geleira de Briksdal em Stryn.

Por quê? “Milhares de turistas visitam a geleira de Briksdal todos os anos, mas muito poucos pensam nas trilhas que existem na região. Na metade do caminho para a geleira, você pode virar à direita, entrar na floresta e subir até o Kattanakken. É uma trilha íngreme, mas vale muito a pena chegar até o topo. A vista é espetacular e abrange a maior geleira da Noruega, a Jostedalsbreen, a geleira de Briksdal e as montanhas que as cercam, além de permitir que você evite a multidão”.

 

Earlybird på 👉🏻 @toppturweekend 👈🏻

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

10. Monte Storsteinsfjell

Onde? As regiões aventureiras de Finnemarka, em Buskerud, perto da cidade de Drammen.

Por quê? “Não é preciso viajar muito para se aventurar na Noruega. Sempre estamos perto de alguma floresta ou de um pequeno pico com belas vistas em que podemos ficar sozinhos. Escalar árvores não é uma atividade apenas para crianças. É divertido para todo mundo e, caso os adultos parem de fazer isso, logo vão perder a capacidade de escalar. Eu incentivo todo mundo a aproveitar as florestas, os lagos e as montanhas de uma maneira divertida, aventureira e sustentável”.

 

Treetop Handstand 2016 ☀️ 📷 Foto: @kylemeyr

A post shared by Lasse Tufte (@lassetufte) on

11. Ilha de Senja

Onde? Segunda maior ilha da Noruega (depois de Hinnøya) no condado de Troms, no norte do país.

Por quê? “Passeie por lindas praias, faça trilhas na floresta, visite vilarejos de pescadores e observe uma diversidade ecológica incrível tanto ao ar livre quanto nos pratos dos restaurantes. Na enorme ilha de Senja, você vai encontrar todas as cores que a Noruega tem a oferecer, mas sem as multidões que costumam ficar na sua frente quando você quer tirar aquela foto especial”.

Lasse Tufte
Lasse Tufte.
Photo: Håkon Jørgensen

As trilhas alternativas de Lasse Tufte

Menos gente, mais espaço
Sæbø
Um lugar tranquilo ao lado do Hjørundfjord, com menos ônibus de turistas que o resto da região dos fiordes.
Sæbø
At once tranquil and sublime, Rondane National Park is an ideal place to experience the mountains and highlands of Eastern Norway. Read more
Rondane National Park
Laushornet
Caso você esteja na região do Geirangerfjord, aproveite.
Laushornet
Romsdalshorn, Vengedalen
Romsdalshorn
Vá para o lado oposto ao paredão de Trollveggen para obter a melhor vista.
Romsdalshorn
Vilarejo de Urke
Um lindo lugar ao lado do Norangsfjord, na região de Ålesund e Sunnmøre.
Vilarejo de Urke
Big forest region in northern Oslo with ample outdoor recreation opportunities all year round. The routes in Nordmarka are usually well-marked, but a… Read more
Nordmarka wilderness area
Østmarka
Nos arredores da capital, Oslo.
Østmarka
Rimstigen
Uma trilha escondida ao lado do segundo fiorde mais visitado do país, o Nærøyfjord.
Rimstigen
Gygrestolen
Uma paisagem rochosa pouco comum em Telemark
Gygrestolen
Kattanakken
Uma trilha menos conhecida pela geleira de Briksdal em Stryn.
Kattanakken
Storsteinsfjell
As regiões aventureiras de Finnemarka, em Buskerud, perto da cidade de Drammen.
Storsteinsfjell
Go kayaking and hiking in the midnight sun, or skiing and dog sledding under the northern lights. Or simply kick back and enjoy some of the most… Read more
Senja and Central Troms
Click to activate
Select
    Show Details
    Click to activate

    Encontre seu espaço

    Ache trilhas diferentes para se afastar das multidões.

    Your Recently Viewed Pages

    Voltar ao topo da página

    Ad
    Ad
    Ad