Dynamic Variation:
Offers
Choose Language
Search & Book Sponsored Links
Search
or search all of Norway
Video Thumbnail - vimeo - Travel Feels: Norway Video Thumbnail - vimeo - Travel Feels: Norway A woman standing at Ljøen viewpoint in Hellesylt
Video Thumbnail - vimeo - Travel Feels: Norway A woman standing at Ljøen viewpoint in Hellesylt
Travel Feels: Norway.
Photo: Matti Haapoja. Song: New Earth by Zerbin (licensed from Musicbed.com)

Filme suas trilhas

muteplay/pauseplay/pause
Campaign
Course
Event
Partner
Media
Meetings
Travel Trade

Participe da preparação da viagem exótica, mas muito tranquila dos entusiastas por viagens, Samuel e Hildegunn Taipale.

O casal Hildegunn e Samuel Taipale são as estrelas do filme que ajudaram a produzir sobre sua viagem de verão pelas montanhas e fiordes noruegueses. Aqui Samuel compartilha algumas das histórias dos bastidores das filmagens.

Em apenas alguns dias, o casal visitou e filmou a Estrada do Atlântico; Knuten, em Geiranger; Dalsnibba, Hellesylt, Trollstigen, a travessia de balsa entre Molde e Vestnes, Ålesund e muito mais.

O equipamento usado foi uma Panasonic GH4, uma GoPro Hero 4 e um quadrotor Phantom 2.

Qual é o segredo por trás da produção modesta que tem ares de grandiosidade?
— Bom, o conceito surgiu de uma conversa que tive com um grande amigo, Matti Haapoja. Ele é um diretor extraordinário e maneja o equipamento de vídeo e o drone com maestria. Já vínhamos planejando fazer essa viagem pela região da Noruega dos Fiordes com nossas esposas e discutimos a possibilidade de gravar nossas aventuras. Minha tarefa e da minha esposa foi levar o grupo a locações impressionantes

Como foi a experiência com o drone?
— Hoje esses aparatos são bem fáceis de manejar. Para fazer filmagens com o drone, é preciso ter uma boa ideia do que você quer gravar sob uma perspectiva aérea e de como isso se encaixará no resto do filme. Matti é um especialista em encaixar essas peças.

Ad

Para vocês, qual é a parte mais bonita do filme?
— O destaque deve ser o silêncio absoluto do fiorde no final do filme, que para nós foi uma feliz descoberta no caminho de volta para casa. Nós já havíamos praticamente terminado as filmagens, mas quando estávamos voltando, passamos pela entrada que levava ao fiorde e a superfície do mar estava brilhante e transparente. Nós rapidamente preparamos os nossos caiaques e pudemos desfrutar de um momento espetacular.

Qual foi a sequência mais dramática?
— Provavelmente, o lugar mais perigoso foi o que escolhemos para cozinhar: nós nos sentamos bem perto da beira de um penhasco em Geiranger. No filme, a cena foi gravada de um ângulo que realçou o visual dramático, embora estivéssemos sentados com toda a segurança naquela rocha.

Como vocês cozinhavam ao ar livre?
— Acho que que cozinhar ao ar livre faz parte do verão na Noruega. Conseguimos pescar bacalhau fresco e saboreá-lo com batatas novas e manteiga. Também fizemos panquecas na frigideira, que são fáceis de preparar na estrada, e as comemos com a geleia caseira feita pelo meu sogro. É a melhor sobremesa de verão para mim.

Como é possível combinar neve com férias de verão?
— Na Noruega, é fácil encontrar neve em alguns picos mesmo no verão, então isso não foi uma surpresa para nós. O tempo estava bem mais frio do que esperávamos, mas conseguimos tornar todos os momentos divertidos, apesar do clima que encontramos.

O que uma viagem como essa faz pelo amor e pelos relacionamentos?
— Esse tipo de viagem é muito mais divertido quando é feito com quem amamos e com amigos. Eu acho que, nessas aventuras, você também aprende a escutar e a ajudar mais quem você ama, além de descobrir novas facetas de seu relacionamento.

Tem algum conselho imperdível para quem deseja fazer uma viagem como esta, mas não é muito bem treinado?
— É mais fácil viver essa aventura do que parece no filme. Tudo o que você precisa fazer é montar um bom roteiro com tudo o que você quer ver, reunir o grupo certo de pessoas, prôr as bagagens no carro e embacar numa aventura espetacular pela Noruega.

Fatos sobre drones

Drone

1. Drones e aparelhos voadores controlados remotamente devem estar sempre visíveis para o operador.

2. Você não pode usá-los a menos de cinco quilômetros de aeroportos a não ser que obtenha permissão para isso.

3. Os aparelhos não podem voar a mais de 120 metros acima do chão ou da água.

4. Não use drones a menos de 150 metros de festivais, áreas militares e eventos esportivos.

5. Toda atividade aérea deve ser realizada com preocupação e respeito pelas pessoas que cercam o operador.

Leia mais sobre o uso de drones no site da Aviação Civil da Noruega.

×
Your Recently Viewed Pages

Voltar ao topo da página

Ad
Ad
Ad