Dynamic Variation:
Norway Now
Choose Language
Norway Now
This social element is not currently supported on the China site. This warning will not show on the front end.
Search
Lyngvær-3 Lyngvær-1
Credits
Lyngvær-3.
Photo: Trine Kanter Zerwekh/Statens vegvesen
Campaign
Partner

O melhor de dois mundos

Ao longo de seletas estradas na Noruega, maravilhas naturais são realçadas pela arte, design e arquitetura – proporcionando aos visitantes uma experiência de proximidade com a Natureza de maneiras novas e surpreendentes. Conheça as prestigiadas e premiadas Rotas Turísticas Nacionais.

entanto, a partir de um automóvel, você pode sentir-se ainda distante, como se algo mais estivesse faltando. Alguma coisa … tátil. Experimentar pra valer. Ser capaz de tocar e respirar os lugares.

Nos últimos anos, a arquitetura e o design na Noruega tem recebido investimentos massivos, alcançando novos domínios. E também chegaram aos domínios da Natureza, integrando o cenário ao longo de 18 estradas seletas – não como obstáculos mas como um complemento que enriquece as experiências. Esta é a iniciativa das Rotas Turísticas Nacionais, que combina a Natureza da Noruega com a arquitetura e o design, gerando algo que supera a soma das partes.

As 18 rotas situam-se nas regiões Oeste, Central e Norte da Noruega, atravessando zonas costeiras e de montanhas. No total, elas cobrem 1.850 quilômetros. O projeto levou quase duas décadas até a sua conclusão e mereceu o investimento de milhões de coroas norueguesas.

“Existem estradas cênicas em outras partes do mundo. O que torna o projeto único é o uso inovador e espetacular de arquitetura e arte. Ninguém experimentou apostar numa idéia como essa,” comenta Per Ritzler da Administração de Estradas Públicas da Noruega.

O trabalho inclui a construção de áreas de descanso, estacionamentos, mirantes e jardins. Muitos dos melhores arquitetos e designers noruegueses contribuíram para o projeto, como por exemplo, Snøhetta, Reiulf Ramstad Arkitekter, Jensen & Skodvin e Carl-Viggo Hølmebakk. Alguns nomes estrangeiros também participaram da iniciativa. Entre os destaques a franco-americana Louise Bourgeois e o suíço Peter Zumthor.

As 18 Rotas Turísticas

Rota Turística Nacional de Varanger (160 km, 123 m a.n.m, 0 balsas, possíveis bloqueios no inverno)

Esta estrada no Extremo-Norte que atravessa o litoral é um convite à reflexão: ao dirigir sob o o brilho da luz natural você poderá contemplar as paisagens que agregam grande significado histórico.

Rota Turistica Nacional de Rondane (75 km, 1.060 m a.n.m, 0 balsas)

Rondane é um enorme planalto de montanhas intocadas com dez picos que ultrapassam 2.000 metros e é o primeiro parque nacional do país. O cenário é uma combinação de visuais selvagens, impressionantes e serenos.

Rota Turística Nacional de Havøysund (67 km, 233 m a.n.m, 0 balsas)

Poucos viajam até este destino setentrional. Mesmo assim, é no final deste trajeto cênico, próximo ao Cabo Norte, pela costa, que você encontrará uma movimentada vila de pescadores.

Rota Turística Nacional de Sognefjellet (108 km, 1.434 m a.n.m, 0 balsas, possíveis bloqueios durante o inverno)

Atravessando a passagem de montanha mais alta da Noruega, a 1.434 metros de altitude, as vistas revelam o mais longo e profundo fiorde do país, proporcionando experiências literalmente maravilhosas.

Rota Turística Nacional de Senja (102 km, 287 m a.n.m, 0 balsas)

As estreitas e sinuosas estradas que cortam Senja serpenteiam por montanhas imponentes que se projetam diretamente sobre o mar, promovendo um contato próximo com o oceano.

Rota Turística Nacional de Valdresflye (49 km, 1.389 m a.n.m,
0 balsas, possíveis bloqueios durante o inverno)

Uma rota alternativa para quem viaja com destino ao Norte, esta estrada de montanha corre por uma vasta clareira com vista para Jotunheimen – o cenário dos picos mais altos da Noruega.

Rota Turística Nacional de Andøya (58 km, 65 m a.n.m, 0 balsas)

Cercada por praias de areia branca e picos escarpados, a rota de Andøya revela uma fusão entre cenários de natureza crua e serena, vida animal e cultura costeira tradicional.

Rota Turística Nacional de Gaularfjellet (114 km, 784 m a.n.m,
0 balsas, possíveis bloqueios durante o inverno)

Uma das rotas menos conhecidas, pode ser considerada uma jóia rara. A estrada segue o curso das águas que descendem dos lagos nas montanhas rumo aos fiordes, passando por corredeiras e cachoeiras.

Rota Turística Nacional de Lofoten (230 km, 59 m a.n.m, 0 balsas)

Perdão pelo cliché, mas a beleza natural do arquipélago de Lofoten é verdadeiramente de tirar o fôlego. Este é um dos destinos mais populares e encantadores do país e a estrada leva você ao coração deste paraíso.

Rota Turística Nacional de Aurlandsfjellet (47 km, 1.306 m a.n.m, 0 balsas, possíveis bloqueios no inverno)

Passando de fiorde a fiorde, o trajeto deve ser cumprido em seu sentido Leste-Oeste – culminando com uma parada no mirante de Stegastein, talvez a mais incrível plataforma de observação em todas as rotas turísticas.

Rota Turística Nacional de Helgelandskysten (433 km, 346 m a.n.m,
6 balsas)

A mais longa das rotas turísticas atravessa o Círculo Ártico e leva você até o redemoinho de água mais forte do mundo. Outos pontos de destaque no trajeto incluem o monte Torghatten e as ilhas Vega, que integram a lista de Patrimônios da UNESCO.

 

Rota Turística Nacional de Hardanger  (158 km, 275 m a.n.m, 2 balsas)

A Região de Hardanger reflete a Noruega em seu aspecto mais… podemos dizer “cartãopostalzístico”? Fjords e montanhas, paisagens culturais e históricas – tudo isso num simples olhar pela estrada.

Atlanterhavsvegen (36 km, 30 m a.n.m, 0 balsas)

Um dos trechos de estrada mais impressionantes do mundo, a Estrada do Atlântico cruza a embocadura de um fiorde, saltando por rochedos e ilhotas numa série de oito pontes.

Rota Turística Nacional de Hardangervidda (67 km, 1.250 m a.n.m,
0 balsas)

Com 6.474 quilômetros quadrados, Hardangervidda é o maior planalto de montanhas do Norte da Europa. A área tem status de Parque Nacional e revela uma explosão de vida animal e cenários exuberantes.

Rota Turística Nacional Geiranger – Trollstigen (104 km, 1.038 m a.n.m, 0 balsas, possíveis bloqueios no inverno)

O serpentear da estrada Trollstigen é por si só famoso mundialmente, assim como o patrimônio da UNESCO, o fiorde Geirangerfjord. Ambos se conectam nesta paisagem dramática, que conta com vários mirantes ao longo do trajeto.

Rota Turística Nacional de Ryfylke (183 km, 972 m a.n.m, 3 balsas, possíveis bloqueios no inverno)

Seguindo fiordes e atravessando montanhas, esta é uma estrada de contrastes. A não menos de 20 minutos de seu início encontra-se o caminho para o Preikestolen – a Rocha do Púlpito.

Rota Turística Nacional de Gamle Strynefjellsvegen (27 km, 1.139 m a.n.m, 0 balsas, possíveis bloqueios durante o inverno)

Esta velha estrada que cruza as montanhas de Stryn foi finalizada em 1884. A maior atração é o percurso de 24 quilômetros em si e a Natureza que o circunda.

Rota Turística Nacional de Jæren (41 km, 35 m a.n.m, 0 balsas)

No Sudoeste da Noruega esta estrada e seu cenário se difere muito das demais estradas. Trata-se de uma estrada mais ampla com vista para o mar-aberto, seguindo pelas paisagens do litoral como nenhuma outra rota no país.

Baixe o aplicativo

Quer encontrar mais informações sobre as Rotas Turísticas Nacionais que podem ser úteis enquanto você estiver na estrada?
O aplicativo Visit Norway oferece vários recursos, como mapas e informações de contato em todos os destinos.

Baixe aqui:
App Store
Google Play

#nasjonaleturistveger no Instagram
This social element is not currently supported on the China site. This warning will not show on the front end.

Oito rotas extraordinárias

Leia mais

Your Recently Viewed Pages
Ad
Ad
Ad